1

Lançamento nova coleção Roberto Cavalli

Pois é meninas! Eu prometi e aqui está (um pouco atrasado, mas ainda assim, incrível!)

Ano passado eu tive o prazer de ser convidada para a festa de lançamento da nova coleção do Roberto Cavalli, que aconteceu na única loja dele no Brasil, nos Jardins!

Eu estava muito ansiosa, principalmente porque o próprio estaria lá, em carne e osso!!! Fiquei enlouquecida e, depois de um dia de trabalho muito corrido, arrastei uma amiga e fomos, muito felizes, prestigiar o evento!

Foi um coquetel bem gostoso com quitutes, doces, champagne e é claro, muita moda e novidades de sua coleção!

E quem me conhece sabe que eu não podia deixar de tirar uma foto com ele!!!

IMG-20131022-WA0005 Continuar lendo

Anúncios
1

Look do Metrô 2014! E quem estreia é o Yuri!

Sei que estivemos ausentes, mas foi por um bom motivo!!!

Nós estamos reformulando o Manual Fashionista para vocês, em breve ele estará mais lindo e cheio de novidades do que nunca!

Uma delas é o novo Look do Metrô, que estará mais presente aqui no blog com pessoas incríveis e diferentes!

A primeira pessoa a estrelar o Look do Metrô de 2014 é o Yuri!

Estava de passagem na estação Paulista do metrô, aqui em São Paulo, quando o avistei apressado, provavelmente indo pra casa!

O mais divertido é que agora estamos também batendo um papo com os protagonistas do Look do Metrô, então fica cada vez mais interessante! E como tem gente legal nessa cidade! O Yuri, por exemplo, é estudante de Design de Produto na Belas Artes!

Olha só o look dele:

_DSC0451 - Cópia Continuar lendo

0

Manual Fashionista está de volta, trazendo o incrível streetstyle de Lee Oliveira!

O Manual Fashionista está em nova fase! Em reforma, para ficar ainda mais bonito e cheio de conteúdo de verdade pra vocês!

Como post de reestreia, resolvi mostrar uma das minhas inspirações para o Look do Metrô, o renomado fotógrafo de streetstyle Lee Oliveira.

Para quem não conhece, Lee é brasileiro de Minas Gerais e começou a fotografar com uma câmera fotográfica emprestada!

Hoje em dia ele já fez trabalhos para Valentino e Gucci e também para revistas como Vogue Itália e Harper’s Bazaar.

Dá uma olhada nas fotos dele:

LEEOLIVEIRA-3m166 Continuar lendo

6

Crônica: Cinco anos faz – MUITA – diferença (parte 1)

Hoje o post vai ser um pouquinho diferente.

Andei meio ausente, eu sei, mas nada está abandonado!

Resolvi escrever uma crônica sobre alguns fatos da vida e, enquanto pensava neles lembrei de uma conversa entre amigos. Estávamos relembrando infância, adolescência e início da vida adulta, quando nos deparamos com a frase: cinco anos faz diferença!

Há cinco anos atrás, eu não tinha tantas responsabilidades, estava no final da faculdade, sem levar tudo tão a sério, mas estava me formando bem e pra mim era o suficiente. Não tinha a necessidade de trabalhar, era privilegiada pela família que pagava a faculdade, então não me preocupava muito com isso. O que eu queria era entrar no mundo da moda, conhecer o glamour – ou a falta dele -, estilistas famosos, SPFW, bastidores, roupas lindas e inspiradoras, fashionistas incríveis e lugares incríveis! Aprender como se fazia tudo aquilo, desde organização de camarim e sala de desfile a “vestir” modelos e colocá-los na fila de desfile, preparados para entrada. Aprendi que nunca, em hipótese alguma, devia trabalhar usando salto. Nunca se sabe o que pode acontecer e, no meu caso, tinha que atravessar a Bienal de um lado para o outro de 5 a 8 vezes por dia, tinha que abaixar e levantar o tempo todo, sem falar em correr pra todo lado. Sim, porque é tudo uma correria muito louca e não – não pense que está tudo pronto, separado, preparado. Sempre tem alguma coisa muito importante a se fazer, mesmo que tudo pareça estar pronto. A Lei de Murphy parecia regra, não exceção, em todos os desfiles que trabalhei. E era isso que eu perseguia quando tinha vinte anos. Também saía de casa sempre que tinha uma oportunidade, estava sempre com as amigas e sempre em festas diferentes, ou no jockey domingo vendo as corridas e paquerando, ou simplesmente dando voltas pelo bairro. Foi uma época de muita diversão, risadas e cabeça fresca, sem nada pra me preocupar – nem o futuro me preocupava tanto.

Depois que me formei chegou a grande dúvida e principalmente, o maior medo de todos. O que fazer? E o que fazer se eu não conseguir fazer o que decidi? Pois é, foram cinco meses de dúvidas, medos, aflições e muita angústia, me perguntando, procurando, querendo. Porque parecia muito mais fácil conseguir emprego um ano antes, fazia vários freelas e participava de eventos sempre. O que muda é você querer receber pelo seu trabalho.

Pois é, quando eu finalmente decidi ter responsabilidades e pensar no futuro, parecia ser impossível começar! Meu Deus, como é difícil. Se você acha que é difícil passar no vestibular, tente viver a vida pós formação. É a pior fase de transição que já passei!

O primeiro emprego é tudo isso que falam: difícil, empolgante e chato, você aprende muito e ganha pouco. Só que o meu resolveu ir um pouco além. Como produtora de moda virei noites de trabalho, finais de semana e feriados inteiros trabalhando, sem descanso, aguentando muitas grosserias. Fiquei um ano e meio nessa vida e enfim decidi que isso não era pra mim. Não tinha qualidade de vida! Vivia estressada, mal-humorada, cansada, com 22 anos! Tirando as pessoas incríveis com quem trabalhei, não valia a pena. Porque os relacionamentos eu podia manter mesmo fora dali, certo? Então, um belo dia, cansada e estressada como sempre, recebi uma grosseria que por pouco não me fez mandar todo mundo pra aquele lugar. E finalmente me libertei!

yoga Continuar lendo